O que é Orientação

Tomando por base a sua principal disciplina, a Orientação Pedestre, poderemos definir a modalidade como uma corrida individual, contra-relógio, em terreno desconhecido e variado, geralmente de floresta ou montanha, num percurso materializado no terreno por postos de controlo que o orientista deve descobrir numa ordem imposta. Para o fazer, ele escolhe os seus próprios itinerários, utilizando um mapa e, eventualmente, uma bússola.

A Orientação desempenha um papel tão importante como aprender a ler, escrever e contar, pois é um sistema de comunicação que utiliza a linguagem cartográfica.

A Orientação pode ser praticada em qualquer lugar desde que exista um mapa de Orientação dessa área. Floresta, montanha, montado, qualquer local é adequado para a sua prática. O terreno deve ser agradável e com pormenores de relevo e de vegetação, e possuir características que o tornem acessível a todos os grupos, desde o que se inicia na modalidade àquele que a pratica ao mais alto nível.

As provas de Orientação são, regra geral, realizadas durante o dia. No entanto existem também provas noturnas. Uma prova de Orientação pode ter diferentes características consoante a sua natureza. Tradicionalmente é composta por um percurso que consiste num conjunto de pontos de controlo que têm de ser visitados de forma sequencial.

A distância dos percursos, assim como o seu nível de dificuldade física e técnica, é variável consoante o escalão do atleta. Existem escalões para todas as idades, desde os infantis até aos veteranos (por exemplo, no Campeonato do Mundo de Veteranos, existe o escalão H95 que significa “Homens com mais de 95 anos”), divididos em homens e mulheres; alguns escalões etários contemplam ainda subdivisões.

O mapa de orientação

O mapa de orientação é um mapa topográfico detalhado, onde é traçado o percurso que o atleta tem que percorrer e são locados precisamente todos os detalhes da vegetação, relevo, hidrografia, rochas e construções feitas pelo homem etc.

O percurso de Orientação

O percurso de orientação é constituído de triângulo de partida, pontos de controle e chegada. Entre estes pontos, que são locados precisamente no terreno e equivalentemente no mapa, estão as pernadas do percurso, nas quais o competidor deverá orientar-se. Estes são materializados no terreno pelos "prismas" (baliza de cores laranja e branca) que têm de ser visitados na ordem indicada. Para permitir que a prova seja efectivamente aberta a todos, existem sempre diversos percursos adaptados à condição física e técnica de cada participante.

Regras básicas

• Passar por todos os pontos de controle;
• Marcar corretamente o cartão de controle;
• Preservar a natureza.

Característica do Esporte

A característica própria do desporto Orientação é escolher e seguir a melhor rota por um terreno desconhecido contra o relógio. Isto exige habilidades de orientação, tais como: leitura precisa do mapa, avaliação e escolha da rota, uso da bússola, concentração sob tensão, tomar decisão rápida, correr em terreno natural, manter o controle da distância percorrida etc.

A instituição nacional de administração

A Confederação Brasileira de Orientação – CBO, com sede em Santa Maria – RS, é a instituição nacional de administração do esporte orientação. A CBO foi fundada em 11 de janeiro de 1999 em Guarapuava – PR, sendo a resultante de todos os fatos históricos que construíram este esporte e conta hoje com Federações Estaduais, Clubes e atletas de todos os cantos do Brasil.